O que o clareamento faz pela beleza de seus dentes

A fim de ter um belo sorriso, muitas pessoas recorrem a tratamentos como o clareamento dental. Uma vez que, os dentes de uma pessoa falam muito sobre ela. 

Muitos não acreditam, mas o sorriso saudável pode passar a imagem de limpeza. Contudo, aqueles que possuem dentes pigmentados podem transmitir a sensação de desleixo e sujeira acumulada. 

O que nem sempre é verdade. Afinal, depois que o amarelamento dos dentes acontece, podendo ser por diversos fatores como genética, ingestão de bebidas escuras ou até a utilização de alguns remédios, dificilmente o dente volta a ser branco sem um procedimento estético. 

É justamente por isso que, a cada dia que passa, a procura pelo clareamento dental aumenta nos consultórios de odontologia. 

Continue lendo e descubra um pouco mais sobre este procedimento e como garantir que o seu resultado se prolongue.

Afinal, como ocorre o escurecimento dos dentes?

Assim como falamos anteriormente, existem diversos motivos que podem vir a causar este amarelamento. Confira agora uma lista com os principais vilões do escurecimento dental: 

  1. Genética

Da mesma forma em que algumas doenças são herdadas por fatores genéticos, como a diabetes e o colesterol, muitas pessoas podem ter uma tendência maior ao amarelamento. 

Isso quer dizer que pessoas com esse traço hereditário não possuem necessariamente a falta de higiene adequada. 

  1. Remédios fortes

Pacientes que fazem uso frequente de antibióticos como a amoxicilina costumam ter dentes mais amarelados. 

Isso porque as substâncias presentes nestas medicações são fortes e ao entrar em contato com o dente, alguns resíduos podem se fixar no esmalte e causar este escurecimento. 

  1. Higienização inadequada

Por mais que a higienização não seja o fator principal para a coloração dos dentes, é preciso ressaltar que a falta dela pode causar o amarelamento. 

Se uma pessoa não escova os dentes pelo menos três vezes ao dia com um bom creme dental e tão pouco faz o uso de fio dental, certamente terá mais consequências.

Sem contar que maus hábitos de higiene podem vir a causar além da estética, favorecendo o aparecimento de problemas como a gengivite e a doença periodontal. 

Essas doenças bucais se dão pelo acúmulo de alimentos entre os dentes. Por isso é importante ter uma boa rotina de cuidados. 

Fique atento aos seguintes sintomas: 

  • Dor intensa;
  • Coloração acentuada na gengiva;
  • Sangramento na escovação;
  • Presença de pus na cavidade bucal. 

Caso você perceba a presença de um ou mais, consulte um dentista rapidamente para que seja realizado um procedimento adequado. 

Se for necessário extrair algum dente danificado, não se preocupe, procedimentos como o implante dental são ótimos aliados para restaurar o seu sorriso de maneira precisa.

  1. Má alimentação

Dependendo do alimento consumido, a coloração de seus dentes tende a variar – e muito. 

Comidas industrializadas costumam conter altas taxas de pigmentação. Quanto maior a quantidade e a frequência de ingestão, maior será o impacto na cor do seu dente. 

Por exemplo, uma dieta rica em refrigerantes, chá preto e sucos prontos resultará em dentes mais amarelos e com a aparência de sujos. 

Quais são os tipos de clareamento disponíveis?

No geral, existem duas formas principais de clarear os dentes. Uma das mais utilizadas é o clareamento dental com moldeira, no qual um molde personalizado para a sua arcada dentária contendo um gel clareador é colocado em seus dentes. 

Após um determinado período, esta moldeira é removida e a partir da primeira sessão a mudança já pode ser percebida. 

O segundo modo é realizado por meio de uma substância chamada peróxido de hidrogênio. Nele, o dentista consegue fazer com que os dentes do paciente consigam alcançar um nível maior de brancura. 

Há a possibilidade de usar o laser como um potencializador do resultado e também ajudar no desempenho do peróxido.

Este tratamento pode vir a durar de uma a quatro sessões, dependendo do estágio do escurecimento do dente. 

Além disso, é sempre válido falar sobre as famosas receitas caseiras que prometem resultados tão eficazes que podem parecer que o paciente fez a aplicação de lente nos dentes.

Mas misturinhas como o bicarbonato e a água oxigenada ou então a utilização do carvão ativado não devem ser realizadas.

Isso porque essas substâncias podem ser corrosivas e ao invés de entregar dentes brancos e bonitos, pode fazer com que haja o desgaste de sua arcada dentária. 

Portanto, ao invés de se aventurar com tentativas que não são recomendadas, procure uma clínica odontológica e peça diretrizes corretas.

Dessa maneira, você saberá qual o tipo de clareamento ideal para o seu caso. E, se for necessário, é possível conhecer até outros procedimentos como a própria lente de contato dental

Converse sempre com o seu dentista

Ter um acompanhamento odontológico regular pode influenciar positivamente no seu sorriso. 

Afinal, um dentista é a pessoa mais indicada para te dar um bom direcionamento sobre como ter mais eficácia no clareamento. 

Além disso, é com as consultas regulares que o resultado pode vir a durar por muito mais tempo, uma vez que os seus resultados não são vitalícios. 

Portanto, é importante que você mude os seus hábitos, entenda a raiz do amarelamento de seus dentes e agende uma avaliação para começar o seu clareamento dental.

Dessa forma, será possível ter o tão sonhado sorriso bonito e saudável! 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.