Lipoaspiração a laser entenda como é feita

lipo a laser

A lipo a laser é uma técnica mais moderna do que a lipo tradicional, resultando em benefícios aos pacientes na execução e recuperação desse procedimento cirúrgico.

Na lipoaspiração a laser a quebra das células de gordura adiposa é feita com um laser acoplado a uma microcânula, fazendo com que os tecidos de gordura adquiram uma consistência oleosa para aspiração, facilitando essa etapa da cirurgia.

A seguir entenda melhor quais as indicações desse tratamento e saiba passo a passo de como a cirurgia plástica é realizada.

Quando a lipoaspiração é recomendada?

A lipoaspiração é uma cirurgia plástica indicada para remoção dos depósitos de gordura localizada, podendo ser feita no abdômen, flancos, glúteos, costas, braços, papada e lateral das axilas, por exemplo.

Como não consiste em um procedimento para perder peso, a lipoaspiração a laser é mais indicada para pessoas que estejam no peso ideal, mas insatisfeitas com pequenos depósitos de gordura que não amenizam mesmo com exercícios físicos e alimentação balanceada.

Apenas um cirurgião plástico de confiança poderá avaliar o caso e identificar se a lipoaspiração a laser é a técnica mais indicada. Algumas contraindicações incluem pacientes com doenças crônicas, com muitas estrias, excesso de pele e flacidez no local do tratamento ou com pouca elasticidade cutânea.

Como é realizada a lipoaspiração a laser?

O primeiro aspecto importante a ser considerado sobre a lipoaspiração a laser é que se trata de um procedimento cirúrgico, de forma que deve sempre ser realizado em ambiente hospitalar adequado.

A anestesia usada varia de acordo com a opção do cirurgião plástico, mas por ser menos invasiva, essa técnica pode ser feita com anestesia local com sedação ou anestesia peridural.

Inicialmente o cirurgião plástico aplica o composto tumescente, uma mistura de soro fisiológico e adrenalina que auxilia no controle do sangramento e ajuda a soltar as células adiposas.

Em seguida são realizadas as incisões cirúrgicas que têm menos de 1 centímetro, apenas para inserção da microcânula com o laser acoplado na ponta. Em geral, utiliza-se o laser de CO2 ou de Diodo.

Quando chega ao local correto o laser é acionado e potencializa o rompimento das células de gordura. Para auxiliar nesse processo o cirurgião plástico realiza movimentos com a cânula, garantindo que toda a área tratada seja alcançada.

O laser faz com que o tecido adiposo adquira uma consistência oleosa, dissolvendo as células para facilitar a aspiração. Ao mesmo tempo, é promovido um efeito coagulador, o que ajuda no controle do sangramento cirúrgico.

Em seguida, o especialista insere uma cânula de aspiração cirúrgica que suga a gordura que se liquefez, tornando o processo de remoção das células adiposas significativamente mais fácil e rápido em relação à lipoaspiração tradicional.

Por fim, o cirurgião pode optar pela sutura das incisões cirúrgicas, sendo que, em alguns casos, devido ao tamanho reduzido do corte, não é necessário fechá-lo com pontos.

Como é o pós-operatório da lipoaspiração a laser?

Um dos principais benefícios da lipoaspiração a laser é que se trata de um procedimento menos invasivo que o tradicional. Dessa forma, o pós-operatório é significativamente mais rápido e confortável aos pacientes.

Em geral, a rotina pode ser retomada em poucos dias e a realização de exercícios físicos pode ocorrer em cerca de 15 dias após o procedimento, desde que autorizado pelo especialista.

Para resultados mais satisfatórios indica-se o uso da cinta modeladora, o que reduz a ocorrência de edemas e flacidez no local do tratamento.

Todas as recomendações pré e pós-operatórios serão detalhadamente informadas pelo cirurgião plástico que também é o profissional mais apto a avaliar e conduzir o tratamento de lipoaspiração a laser.