Insolação: causas, prevenção e tratamento

Insolação

A insolação é identificada por vários sintomas, entre eles estão a febre, dor de cabeça intensa, vermelhidão da pele, oscilações da consciência que se devem a aumento expressivo da temperatura corporal. Essa condição se deve a constante exposição ao sol, ficar por muito tempo em um local muito quente ou até mesmo em decorrência do overtraining. Por causa do aumento instantâneo da temperatura do corpo, vem sintomas como o enjoo, mal estar e dor de cabeça, se a situação for agravada, complicações como desmaio, convulsões e desidratação, trazendo um risco em potencial a saúde.

Para evitar a incidência desse estado, cuidados quanto à exposição ao sol devem ser tomados, como evitar horários em que o sol possui mais intensidade (de 12h as 16h), o uso do protetor solar; retocado várias vezes ao dia, o uso de chapéus e roupas que tampem bastante o corpo e que facilitam a transpiração. Não se preocupe com sua aparência levando em conta apenas procedimentos estéticos; como a bichectomia, são os cuidados simples do dia-a-dia que conservam a boa aparência e o seu aspecto mais saudável.

As causas de insolação

Assim como a variedade de sintomas, a insolação possui várias possíveis causas, como a falta do protetor solar ou de uma barreira quanto a irradiação, a temperatura do corpo aumenta expressivamente na ocorrência desses fatores, favorecendo o estado de insolação.

A insolação também pode ser advinda de qualquer caso que influencie no aumento rápido da temperatura corporal, como ocorre com a overtraining; excesso da prática de exercícios, pelo excesso de roupas e pelo excesso de calor no ambiente.

Riscos da insolação à saúde

Tendo em vista que a insolação acontece quando a pessoa ficar por muito tempo em exposição a uma quentura intensa, o que leva aos seus sintomas e sinais de indicação, como a dor de cabeça, mal-estar e tontura. Mesmo com o aparecimento de sintomas mais leves e pararem com o tempo, a insolação pode influenciar negativamente a saúde, trazendo riscos como a desidratação, vômitos e diarreia, mudanças nervosas, infecções advindas de queimaduras de 2º ou 3º grau.

Os riscos a saúde existem tendo em vista a deficiência do mecanismo de transpiração, que faz com que a temperatura do corpo não seja controlada e permaneça constante mesmo após deixar o lugar de forte incidência. É esse aumento rápido da temperatura do corpo que faz com que a pessoa perca a água do corpo de forma rapidamente, assim como os sais minerais e vitaminas, atrapalhando o funcionamento do organismo.

Posicionamento quanto a insolação

Na incidência de insolação, é necessário encaminhar a pessoa ao hospital, para que seja atendida pelo médio, impedindo que a situação seja agravada e demais complicações apareçam. No caminho ou durante a espera, é importante que medidas que visem a refrescância e o bem-estar da pessoa sejam feitas como remover o excesso das roupas, manter a pessoa consciente, a mover até um lugar de maior frescor, utilizar compressas frias em locais como a virilha e a testa. Na suspeita de insolação, deve-se ser evitado o consumo de bebidas alcoólicas que pode auxiliar a desidratação do indivíduo.

Como se prevenir e tratar a insolação?

A ação preventiva a isolação é feita por alguns cuidados rotineiros e que fazem a diferença como o uso do protetor solar, a boa ingestão de líquidos e evitar se expor ao sol em horários muito quentes. O uso do protetor solar deve ser realizado ao menos 15 minutos antes da exposição, e buscar se manter em lugares frescos e sombreados na rua. Na praia não evite usar bonés, chapéus e guarda-sóis, repassando o protetor de 2 em 2 horas, reforçando a proteção e evitando eventuais queimaduras.

É importante se ter em vista que a hidratação deve ser composta principalmente por água, sendo que o indicado é de pelo menos 2 litros por dia. Os riscos da desidratação são gravíssimos, e em dias quentes são ainda mais potencializados. O tratamento da insolação é realizado pela hidratação intravenosa e pelo uso de metodologias que procuram controlar a temperatura do corpo, diminuindo o máximo possível. Por isso, evite situações como essa, tenha noção das complicações e sequelas dessa condição e se previna, são pelas ações mais simples que mantemos a nossa saúde.