Aparelho ortodôntico autoligado: por que escolher esse modelo?

Se você busca por um sorriso perfeito, muitas vezes, o aparelho odontológico é uma ótima escolha e pode ser uma excelente alternativa para conseguir isso. Entre os diversos modelos existentes, o aparelho ortodôntico autoligado está entre as melhores opções. Oferecendo inúmeras vantagens tanto para o paciente quanto para o dentista, esse recurso para deixar seus …

O post Aparelho ortodôntico autoligado: por que escolher esse modelo? apareceu primeiro em Clinica OralDents.

Pfizer diz que sua vacina contra Covid é eficaz contra variante Delta

A vacina da Pfizer-BioNTech é altamente eficaz contra a variante Delta do coronavírus, disse uma autoridade israelense da Pfizer nesta quinta-feira (24).

Identificada primeiramente na Índia, a Delta está se tornando a versão dominante do coronavírus em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Os dados que temos hoje, acumulados de pesquisas que estamos realizando no laboratório e incluindo dados destes locais onde a variante indiana, Delta, substitui a variante britânica como variante comum, indicam que nossa vacina é muito eficaz, cerca de 90%, na prevenção da doença do coronavírus, Covid-19”, disse Alon Rappaport, diretor médico da Pfizer em Israel, à Rádio do Exército.

Um porta-voz da Pfizer não respondeu de imediato a um pedido de comentário quando solicitado a dar maiores detalhes.

Israel, cuja campanha de vacinação é uma das mais avançadas do mundo e utiliza em grande parte a vacina da Pfizer-BioNTech, ainda não tem dados suficientes para lançar luz sobre a eficácia da vacina contra a variante Delta, disse Sharon Alroy-Preis, chefe de saúde pública do Ministério da Saúde israelense.

“Estamos coletando os dados agora. Só agora estamos vendo os primeiros casos da variante Delta em Israel -cerca de 200 -, então saberemos mais em breve”, disse ela aos repórteres na quarta-feira.

Uma análise da Saúde Pública da Inglaterra (PHE), onde a variante Delta está mais disseminada, descobriu que as vacinas Pfizer-BioNTech e da AstraZeneca oferecem mais de 90% de proteção contra hospitalizações decorrentes da variante Delta.

Em Israel, mais da metade dos 9,3 milhões de habitantes já receberam as duas doses da vacina da Pfizer, e uma queda acentuada de casos levou à suspensão da maioria das restrições econômicas.

Mas os casos confirmados aumentaram nos últimos dias, e autoridades de saúde têm feito um apelo aos pais para que vacinem os filhos de 12 a 15 anos, que ganharam permissão para se inocular neste mês.

Alroy-Preis disse que cerca de 65% da população israelense está protegida da covid-19, seja pela vacinação ou por ter se recuperado da doença, uma cifra que disse ainda estar longe de proporcionar uma “imunidade de rebanho”.

Fonte noticias.r7.com/saude

Aparelho móvel: veja como usar e quais são os tipos

O aparelho móvel é uma das várias opções de tratamentos de ortodontia disponíveis, no entanto, apresenta os seus diferenciais. Pelo tratamento com o aparelho ortodôntico móvel o paciente tem acesso a uma série de vantagens como o ganho de praticidade, facilitação da higiene bucal e uma melhor estética durante o tratamento. Saiba aqui quais são …

O post Aparelho móvel: veja como usar e quais são os tipos apareceu primeiro em Clinica OralDents.

Queiroga se irrita com pergunta sobre Covaxin e deixa entrevista

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reafirmou na manhã desta quarta-feira (23) que a pasta não adquiriu nenhuma dose da vacina Covaxin. A Procuradoria da República abriu uma investigação preliminar para avaliar se houve crime no contrato firmado entre o ministério e a empresa Precisa Medicamentos para a compra do imunizante indiano contra covid-19, citando o risco temerário no acerto firmado.

Essa transação, a preço superior comparado aos demais imunizantes, também está sendo investigada pela CPI da Covid do Senado. Na quarta-feira, o colegiado marcou depoimento de Francisco Emerson Maximiano, sócio da Precisa, que não compareceu alegando estar de quarentena após viagem à Índia. 

A cúpula do colegiado também citou o preço das vacinas compradas pelo Brasil como justificativa para investigar o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Documentos do Ministério das Relações Exteriores mostram que o governo planejou a compra do fármaco indiano Covaxin por um preço 1.000% maior do que seis meses antes era anunciado pela própria fabricante.

O MPF destacou que o contrato entre a Precisa, que representa no país o laboratório da Índia Bharat Biotech, fabricante da Covaxin, e o Ministério da Saúde para a entrega de 20 milhões de doses tem valor total de R$ 1,6 bilhão, “tendo sido a dose negociada por 15 dólares, preço superior ao da negociação de outras vacinas no mercado internacional, a exemplo da vacina da Pfizer”.

“Não, nenhuma dose dessa vacina [foi comprada pelo governo federal]. Todas as vacinas que têm registro definitivo ou emergencial da Anvisa o Ministério considera para aquisições. Então esperamos esse tipo de posicionamento para tomar uma posição acerca não só dessa vacina, mas de qualquer outra”, afirmou.

Questionado uma vez mais se a pasta vai comprar o fármaco a esse preço, Queiroga se irritou. “Eu falei em que idioma? Eu falei em português. Não foi comprada uma dose sequer da Covaxin nem da Sputnik. Futuro é futuro”, afirmou, abandonando a entrevista na sequência.

* Com Estadão Conteúdo e Reuters

Fonte noticias.r7.com/saude

Aparelho ortodôntico estético: conheça todos seus benefícios

O aparelho ortodôntico estético é a melhor opção de tratamento de ortodontia para quem não deseja um sorriso metálico. Muitas pessoas ao serem encaminhadas para um tratamento ortodôntico desanimam só por pensarem nos braquetes, fios e borrachinhas, no entanto, desconhecem as demais ramificações desse procedimento com aparelho ortodôntico. Conheça tudo sobre o aparelho ortodôntico estético, …

O post Aparelho ortodôntico estético: conheça todos seus benefícios apareceu primeiro em Clinica OralDents.

Presidente filipino ameaça com prisão quem recusar vacina

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ameaçou mandar para a prisão aqueles que se recusarem a receber vacinas contra a covid-19.

“Se você não quiser ser vacinado, mandarei prendê-lo, e depois injetarei a vacina em suas nádegas”, disse Duterte, famoso por declarações e atitudes polêmicas, durante um discurso transmitido pela televisão na noite de segunda-feira (21).

“Você decide: aceite a vacina ou eu o coloco na prisão”, ameaçou o presidente filipino.

Embora a vacinação seja voluntária nas Filipinas, o governante disse que buscará mecanismos legais dentro da lei de emergência atual para encontrar uma maneira de forçar a população a receber os imunizantes.

O alerta do presidente, que alegou agir “dentro da lei”, vem na esteira dos péssimos dados de vacinação no país asiático, onde 1,36 milhão de contágios pela covid-19 e mais de 23,6 mil mortes foram relatados desde o início da pandemia.

Muitos filipinos estão relutantes em se vacinar após uma controvérsia em 2016 sobre uma vacina contra a dengue promovida pelo governo para crianças. Na ocasião, descobriu-se mais tarde que ela aumentava o risco de sintomas graves em pacientes que não tinham tido a doença no passado.

Até hoje, o país só conseguiu vacinar 2,1 milhões de seus quase 110 milhões de habitantes com a dosagem total. A meta das autoridades filipinas é inocular 70 milhões de pessoas até o final do ano.

Fonte noticias.r7.com/saude

Aparelho ortodôntico antes e depois: conheça seus benefícios

Com a valorização da estética, a aparência do sorriso se tornou ainda mais relevante para a autoestima das pessoas. Visando um sorriso ainda mais bonito e harmônico, o tratamento por aparelho ortodôntico se destacou ainda mais e ganhou novos tipos. Ademais, o alinhamento dos dentes proporcionado pela ortodontia não só é importante para a estética …

O post Aparelho ortodôntico antes e depois: conheça seus benefícios apareceu primeiro em Clinica OralDents.

Patrick revela que foi agredido. A situação está fora de controle

São Paulo, Brasil

O Palmeiras tenta amenizar a desmoralização pública.

A diretoria garante que Patrick de Paula foi multado em 40% do seu salário, por estar na balada ontem à noite, na zona Leste de São Paulo.

A assessoria de imprensa do jogador entrou em ação.

E se apressou em divulgar que ele estaria em um bar com familiares.

Mas acabou por revelar: Patrick de Paula foi agredido por torcedores que o reconheceram na noitada. 

Nas redes sociais, há relatos de empurrões e tapas no atleta.

O panorama é grave.

Torcedores organizados garantem que seguirão caçando jogadores do Palmeiras nas baladas, já que eles não obedecem ordem dos dirigentes e de Abel Ferreira.

A ordem é para quando eles forem identificados, chamarem outros torcedores e expulsarem os jogadores, como fizeram com Lucas Lima e ontem com Patrick de Paula.

O fato novo está nas agressões.

O presidente Mauricio Galiotte esperava que o afastamento de Lucas Lima, pela balada da semana passada, serviria de exemplo aos jogadores.

Não deu certo.

Sua autoridade segue sendo desafiada.

E o elenco milionário continua exposto em plena pandemia.

As organizadas prometem.

Não vão recuar.

Pelo contrário.

Seguirão não dando sossego aos baladeiros do Palmeiras.

Não importando se estão de folga.

O problema é a pandemia de covid-19.

Se julgam no direito ‘de agir’, já que os jogadores não respeitam as ordens de não saírem para lugares públicos, com aglomeração, em plena pandemia.

O perigo está na reação dos torcedores.

Não são mais gritos, xingamentos.

Já há empurrões, tapas.

Patrick de Paula confirmou as agressões.

A situação está saindo de controle…

Chris Smalling, zagueiro da Roma, afirma ter visto ETs durante viagem

Fonte noticias.r7.com/saude

Crises asmáticas aumentam com frio, secura e ácaros do inverno

Resumindo a Notícia

O inverno começou nesta segunda-feira (21) e, com ele, chega a época do ano mais difícil para as pessoas que têm asma. Só no Brasil, estima-se que 20 milhões de pessoas tenham asma, sendo o quarto motivo que mais levava à internação antes da pandemia, de acordo com dados da SBPT (Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia).

O otorrinolaringologista Jamal Azzam explica que fatores externos, na maioria das vezes, desencadeiam picos de inflamação no pulmão em pessoas com sistemas respiratórios mais sensíveis. Ele ressalta que o inverno acumula três das principais causas da asma: baixa temperatura, ambientes fechados que facilitam a formação de ácaros e baixa umidade do ar.

“A asma é uma situação inflamatória do pulmão. Na árvore pulmonar, especialmente nos bronquíolos, existem músculos circulares em volta deles e esses músculos, por um motivo desconhecido, se contraem. Quando o músculo fica contraído em volta de um tubo, diminui o espaço para passagem do ar e leva a pessoa a restrição respiratória, falta de ar, cansaço e a produção do chamado chiado dos asmáticos. Além disso, há uma irritação das terminações nervosas que ficam dentro da árvore respiratória e gera tosse”, afirma Azzam.

Segundo ele, as baixas temperaturas por si só podem causar broncoespasmos nos asmáticos. “A consequência do frio é as pessoas ficarem em ambientes com janelas fechadas e mais confinados, o que aumenta a predisposição para proliferação dos ácaros nos ambientes internos. Esses bichinhos causam irritação ao sistema respiratório”, alerta.

“A baixa umidade do ar resseca as vias respiratórias, que aumenta chance de inflamações. Além de diminuir muito a dispersão da poluição atmosférica, especialmente nos grandes centros, é mais um fator que potencializa as chances de crises asmáticas”, acrescenta.

Além dos fatores ligados ao inverno, o estresse também é apontado como uma das causas para as crises asmáticas. “Pacientes que estão muito abalados emocionalmente, na maioria dos casos, também apresentam episódios de crises”, diz Azzam. 

Como evitar as crises?

O especialista lembra que não conseguimos escolher a qualidade do ar que respiramos, mas é possível evitar os agentes desencadeadores da crise.

“O paciente tem de controlar ao máximo o ar que respira. Precisa evitar poeira, ventilar os ambientes, não ficar muito tempo com ar-condicionado ligado, não deixar que animais domésticos durmam no quarto, que não pode ter móveis que juntam poeira, carpetes, cortinas, bichos de pelúcia, travesseiros de paina ou pena e embaixo da cama deve ter cuidado redobrado na limpeza. Nos guarda-roupas e armários nada pode ser guardado em sacos plásticos, porque aumenta a formação de ácaros”, orienta.

Diagnóstico e tratamento

O tratamento da asma começa com as medidas para evitar os agentes agressores conforme orientação do otorrinolaringologista, aliado ao uso de medicamentos preventivos. Durante as crises, são usados remédios via oral, inalações, bombinhas ou aplicadores e até corticoides.

O diagnóstico é clínico, o médico ouve a história clínica e examina o paciente e, na massiva maioria dos casos, é conclusivo. Mas, em alguns casos, podem ser feitos exames de imagem, como tomografia ou ressonância.

Azzam lembra que a melhor forma de evitar problemas mais graves é com o tratamento preventivo. “Os medicamentos para prevenir a crise, são de uso continuados, e é um fator crítico de sucesso no manejo da asma”, alerta o médico.

Asma e a covid

Com a pandemia do novo coronavírus, o médico ressalta a necessidade de atenção especial das pessoas que têm asma. “Infelizmente a covid afeta principalmente o sistema respiratório e quem já tem asma o risco é muito maior de complicar a infecção. Portanto, quem tem asma precisa triplicar os cuidados para que o sistema respiratório esteja sempre em dia em tempos de pandemia”, completa.

Fonte noticias.r7.com/saude

Novo remédio de Alzheimer: como funciona e quando chega ao país

Depois de 18 anos sem um novo remédio para a doença de Alzheimer, o FDA (Food and Drug Administration), órgão que regulamenta medicamentos nos Estados Unidos, aprovou o Aducanumab, que será comercializado com o nome de Aduhelm. Desenvolvido pelo laboratório Biogen, ele interfere no processo de perda cognitiva em casos iniciais da doença.

O Alzheimer é uma doença progressiva, sem cura, que se desenvolve de forma insidiosa, com perda da memória e piora do desempenho das funções do dia-a-dia, conforme descreve o neurologista Gustavo Melo. 

“A doença de Alzheimer é uma doença que gera uma incapacidade enorme para o indivíduo, familiares e para a sociedade em geral. É uma condição que limita não só o paciente, mas também uma rede de pessoas que estão ligadas ao cuidado dele”, afirma.

Ele ressalta que a tendência é que a prevalência da doença aumente muito nos próximos anos com o envelhecimento da população. O Brasil possui cerca de 1 milhão de pessoas com Alzheimer, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). “Não só os pacientes e familiares, mas toda a comunidade científica e médica anseia por um tratamento que interfira no curso da doença, tornando-a mais lento ou, na melhor das hipóteses, interrompendo a progressão dos sintomas”, diz.

Um dos fatores que leva ao declínio cognitivo progressivo do Alzheimer é o depósito da proteína B amilóide no cérebro, de acordo com o Manual Merck de Medicina. Melo explica que esse novo medicamento age contra o acúmulo dessa proteína.

“Já se sabe que a doença de Alzheimer possui diversos mecanismos patológicos, no entanto um deles parece ter um papel relevante na apresentação da doença. Esse mecanismo patológico que estou falando é o acúmulo de placas B amiloides no cérebro. Um anticorpo que atue contra os emaranhados de proteína B amilóide, teoricamente, age evitando o depósito e a ‘intoxicação’ do cérebro por estas placas”, explica.

O médico afirma que o remédio é indicado para casos iniciais do problema porque foi testado nesse estágio. “A doença é considerada um continuum, ou seja, ao longo dos anos ela vai apresentando estágios. Podemos resumir da seguinte forma: existe uma fase pré-clínica em que o paciente tem a patologia instalada no cérebro, mas ainda não apresenta sintomas. Isso pode acontecer de 10 a 15 anos antes do início dos sintomas. A outra, seria a fase clínica, em que o paciente começa a apresentar sintoma. De uma maneira geral, na demência pela doença de Alzheimer, os sintomas iniciam-se com queixas sutis relacionadas à memória, como pequenos esquecimentos na rotina”, esclarece.

O neurologista diz que ainda não há previsão de o medicamento chegar ao Brasil. O remédio deve ser avaliado e aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O tratamento anual custa em torno de US$ 56 mil (equivalente R$ 282 mil), segundo publicado pelo jornal norte-americano The New York Times.

A última aprovação de um remédio para a doença no Brasil data de 2003. “É uma doença complexa em que os mecanismos fisiopatológicos que provocam o adoecimento são diversos e consequentemente dificultam a ação terapêutica por uma só via”, explica Melo.

Embora aprovado nos Estados Unidos, o medicamento foi alvo de polêmica. Durante os estudos, o remédio não apresentou efeito o que levou à interrupção dos ensaios clínicos. O fabricante retomou a pesquisa e apresentou resultados positivos.

“Acredito que a polêmica na aprovação existe devido ao fato de ter acontecido uma reanálise dos dados do estudo, o que foi muito questionado e também pelo fato de tratar-se de uma aprovação acelerada que exige ainda uma observância detalhada e séria de como serão os desfechos clínicos nas próximas pesquisas. Inclusive, o FDA sugere uma fase 4 dos ensaios clínicos que permitam observar estes resultados”, finaliza o médico.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Deborah Giannini

Fonte noticias.r7.com/saude