Insolação: causas, prevenção e tratamento

Insolação

A insolação é identificada por vários sintomas, entre eles estão a febre, dor de cabeça intensa, vermelhidão da pele, oscilações da consciência que se devem a aumento expressivo da temperatura corporal. Essa condição se deve a constante exposição ao sol, ficar por muito tempo em um local muito quente ou até mesmo em decorrência do overtraining. Por causa do aumento instantâneo da temperatura do corpo, vem sintomas como o enjoo, mal estar e dor de cabeça, se a situação for agravada, complicações como desmaio, convulsões e desidratação, trazendo um risco em potencial a saúde.

Para evitar a incidência desse estado, cuidados quanto à exposição ao sol devem ser tomados, como evitar horários em que o sol possui mais intensidade (de 12h as 16h), o uso do protetor solar; retocado várias vezes ao dia, o uso de chapéus e roupas que tampem bastante o corpo e que facilitam a transpiração. Não se preocupe com sua aparência levando em conta apenas procedimentos estéticos; como a bichectomia, são os cuidados simples do dia-a-dia que conservam a boa aparência e o seu aspecto mais saudável.

As causas de insolação

Assim como a variedade de sintomas, a insolação possui várias possíveis causas, como a falta do protetor solar ou de uma barreira quanto a irradiação, a temperatura do corpo aumenta expressivamente na ocorrência desses fatores, favorecendo o estado de insolação.

A insolação também pode ser advinda de qualquer caso que influencie no aumento rápido da temperatura corporal, como ocorre com a overtraining; excesso da prática de exercícios, pelo excesso de roupas e pelo excesso de calor no ambiente.

Riscos da insolação à saúde

Tendo em vista que a insolação acontece quando a pessoa ficar por muito tempo em exposição a uma quentura intensa, o que leva aos seus sintomas e sinais de indicação, como a dor de cabeça, mal-estar e tontura. Mesmo com o aparecimento de sintomas mais leves e pararem com o tempo, a insolação pode influenciar negativamente a saúde, trazendo riscos como a desidratação, vômitos e diarreia, mudanças nervosas, infecções advindas de queimaduras de 2º ou 3º grau.

Os riscos a saúde existem tendo em vista a deficiência do mecanismo de transpiração, que faz com que a temperatura do corpo não seja controlada e permaneça constante mesmo após deixar o lugar de forte incidência. É esse aumento rápido da temperatura do corpo que faz com que a pessoa perca a água do corpo de forma rapidamente, assim como os sais minerais e vitaminas, atrapalhando o funcionamento do organismo.

Posicionamento quanto a insolação

Na incidência de insolação, é necessário encaminhar a pessoa ao hospital, para que seja atendida pelo médio, impedindo que a situação seja agravada e demais complicações apareçam. No caminho ou durante a espera, é importante que medidas que visem a refrescância e o bem-estar da pessoa sejam feitas como remover o excesso das roupas, manter a pessoa consciente, a mover até um lugar de maior frescor, utilizar compressas frias em locais como a virilha e a testa. Na suspeita de insolação, deve-se ser evitado o consumo de bebidas alcoólicas que pode auxiliar a desidratação do indivíduo.

Como se prevenir e tratar a insolação?

A ação preventiva a isolação é feita por alguns cuidados rotineiros e que fazem a diferença como o uso do protetor solar, a boa ingestão de líquidos e evitar se expor ao sol em horários muito quentes. O uso do protetor solar deve ser realizado ao menos 15 minutos antes da exposição, e buscar se manter em lugares frescos e sombreados na rua. Na praia não evite usar bonés, chapéus e guarda-sóis, repassando o protetor de 2 em 2 horas, reforçando a proteção e evitando eventuais queimaduras.

É importante se ter em vista que a hidratação deve ser composta principalmente por água, sendo que o indicado é de pelo menos 2 litros por dia. Os riscos da desidratação são gravíssimos, e em dias quentes são ainda mais potencializados. O tratamento da insolação é realizado pela hidratação intravenosa e pelo uso de metodologias que procuram controlar a temperatura do corpo, diminuindo o máximo possível. Por isso, evite situações como essa, tenha noção das complicações e sequelas dessa condição e se previna, são pelas ações mais simples que mantemos a nossa saúde.

Entretenimento em casa: saiba como se divertir no conforto do lar

Entretenimento em casa

Com a pandemia, tivemos que mudar totalmente a nossa rotina, o que fez muitas pessoas se desanimarem e se acomodarem dentro de casa. Entretanto, dentro de casa existem uma série de oportunidades e experiências que podem fazer o dia de você e sua família. Mesmo na falta de passeios no parque, no shopping ou no centro da cidade, ou sem os compromissos como a ida a igreja, ao médico, ou ao dentista Lavras, ficar dentro de casa pode sim não se limitar a momentos de tédio.

Uma solução para esse problema é a criação de um espaço de entretenimento em casa. A criação desse lugar em sua casa pode ser a dosagem perfeita de conforto e diversão que você precisava. Existem uma série de tecnologias que podem te ajudar a alcançar essa meta; confira algumas dicas para a criação desse espaço especial:

Diversão em família: coleção de momentos felizes

Antes de começar a confecção do espaço de entretenimento, realize antes o planejamento do local, procurando saber e sanar os gostos que cada membro da família possui. O espaço só será significativo se conseguir alcançar o objetivo de ser um ambiente divertido para todos. É interessante pensar não só na família, mas também em amigos e possíveis futuras visitas.

Para quem possui crianças dentro de casa, o espaço será diferente do que quem possui adolescentes, necessitando de um ambiente mais dinâmico e menos tecnológico. Isso se deve ao interesse das crianças por algo mais colorido, palpável, lúdico e instigante, procure por brinquedos e jogos que se encaixem nessas definições. No caso dos adolescentes, a tecnologia está fortemente presente nos seus gostos e demais formas de passar o tempo, o que faz um videogame, um computador ou uma televisão despertarem a sua atenção.

É interessante que no processo de planejamento se liste as atividades que mais chamam a atenção das pessoas que moram na casa, noites de filmes, de karaokê, com rodadas de jogos de cartas ou tabuleiro são bem vindas. O planejamento é crucial para que o ambiente seja confortável, agradável e divertido, sem exceções.

Um ambiente acessível e atraente

A próxima fase será a escolha do cômodo ideal, seja a varanda, a sala de estar, ou até mesmo a parte de algum quarto, a otimização pode ser uma opção. Uma simples alteração já pode ser suficiente para renovar o ar do cômodo. Caso não queira gastar, busque reunir todos os elementos dentre as restrições que já possui em sua casa em um mesmo lugar.

Visualizar a experiência que almeja ter em seus momentos livres é uma solução para um ambiente ainda mais atrativo. Se o seu objetivo com o espaço é ter momentos de relaxamento e lazer, tenha plena noção disso ao prepará-lo. Procure acertar quanto aos móveis, a decoração e a iluminação, dicas na internet são sempre bem vindas. Existem profissionais que podem te ajudar quanto a isso, como designer de interiores e personalorganizer, muitos estão atendendo por chamadas de vídeo devido as atuais circunstâncias. A ajuda da tecnologia também é essencial, uma vez que existem uma série de inovações capazes de promover um entretenimento de qualidade.

Tecnologias e entretenimento: praticidade no dia-a-dia

Depois do planejamento completo, para quem deseja investir em um ambiente mais tecnológico existem diversas opções para se escolher, como a TV, o home theater, o videogame, aparelhos de som e karaokê. A tecnologia pode ser a solução que você precisava para combater o tédio e unir a sua família. Caso não seja a hora de realizar esse investimento, se limite em realizar jogos e dinâmicas em família, é importante que em momentos como esse todos se sintam confortáveis e em segurança. O entretenimento é uma forma de distração, mas se distrair pode ser a melhor fonte de relaxamento mental.

Logo, se a sua intenção é melhorar a experiência dentro de casa considere essa junção de gostos em um espaço só. Com o isolamento social, ficou bem mais difícil de se manter otimista, a monotonia do cotidiano foi capaz de trazer angústia e desanimo as atividades do dia-a-dia. Dessa forma, nada como sanar esse vazio e a saudade de outros eventos da vida com momentos felizes em família. Alternativas como o home-office surgiram, fazendo com que apareça demais alternativas que ultrapassem o trabalho, indo para as demais vertentes, como o lazer e entretenimento.

O que o clareamento faz pela beleza de seus dentes

A fim de ter um belo sorriso, muitas pessoas recorrem a tratamentos como o clareamento dental. Uma vez que, os dentes de uma pessoa falam muito sobre ela. 

Muitos não acreditam, mas o sorriso saudável pode passar a imagem de limpeza. Contudo, aqueles que possuem dentes pigmentados podem transmitir a sensação de desleixo e sujeira acumulada. 

O que nem sempre é verdade. Afinal, depois que o amarelamento dos dentes acontece, podendo ser por diversos fatores como genética, ingestão de bebidas escuras ou até a utilização de alguns remédios, dificilmente o dente volta a ser branco sem um procedimento estético. 

É justamente por isso que, a cada dia que passa, a procura pelo clareamento dental aumenta nos consultórios de odontologia. 

Continue lendo e descubra um pouco mais sobre este procedimento e como garantir que o seu resultado se prolongue.

Afinal, como ocorre o escurecimento dos dentes?

Assim como falamos anteriormente, existem diversos motivos que podem vir a causar este amarelamento. Confira agora uma lista com os principais vilões do escurecimento dental: 

  1. Genética

Da mesma forma em que algumas doenças são herdadas por fatores genéticos, como a diabetes e o colesterol, muitas pessoas podem ter uma tendência maior ao amarelamento. 

Isso quer dizer que pessoas com esse traço hereditário não possuem necessariamente a falta de higiene adequada. 

  1. Remédios fortes

Pacientes que fazem uso frequente de antibióticos como a amoxicilina costumam ter dentes mais amarelados. 

Isso porque as substâncias presentes nestas medicações são fortes e ao entrar em contato com o dente, alguns resíduos podem se fixar no esmalte e causar este escurecimento. 

  1. Higienização inadequada

Por mais que a higienização não seja o fator principal para a coloração dos dentes, é preciso ressaltar que a falta dela pode causar o amarelamento. 

Se uma pessoa não escova os dentes pelo menos três vezes ao dia com um bom creme dental e tão pouco faz o uso de fio dental, certamente terá mais consequências.

Sem contar que maus hábitos de higiene podem vir a causar além da estética, favorecendo o aparecimento de problemas como a gengivite e a doença periodontal. 

Essas doenças bucais se dão pelo acúmulo de alimentos entre os dentes. Por isso é importante ter uma boa rotina de cuidados. 

Fique atento aos seguintes sintomas: 

  • Dor intensa;
  • Coloração acentuada na gengiva;
  • Sangramento na escovação;
  • Presença de pus na cavidade bucal. 

Caso você perceba a presença de um ou mais, consulte um dentista rapidamente para que seja realizado um procedimento adequado. 

Se for necessário extrair algum dente danificado, não se preocupe, procedimentos como o implante dental são ótimos aliados para restaurar o seu sorriso de maneira precisa.

  1. Má alimentação

Dependendo do alimento consumido, a coloração de seus dentes tende a variar – e muito. 

Comidas industrializadas costumam conter altas taxas de pigmentação. Quanto maior a quantidade e a frequência de ingestão, maior será o impacto na cor do seu dente. 

Por exemplo, uma dieta rica em refrigerantes, chá preto e sucos prontos resultará em dentes mais amarelos e com a aparência de sujos. 

Quais são os tipos de clareamento disponíveis?

No geral, existem duas formas principais de clarear os dentes. Uma das mais utilizadas é o clareamento dental com moldeira, no qual um molde personalizado para a sua arcada dentária contendo um gel clareador é colocado em seus dentes. 

Após um determinado período, esta moldeira é removida e a partir da primeira sessão a mudança já pode ser percebida. 

O segundo modo é realizado por meio de uma substância chamada peróxido de hidrogênio. Nele, o dentista consegue fazer com que os dentes do paciente consigam alcançar um nível maior de brancura. 

Há a possibilidade de usar o laser como um potencializador do resultado e também ajudar no desempenho do peróxido.

Este tratamento pode vir a durar de uma a quatro sessões, dependendo do estágio do escurecimento do dente. 

Além disso, é sempre válido falar sobre as famosas receitas caseiras que prometem resultados tão eficazes que podem parecer que o paciente fez a aplicação de lente nos dentes.

Mas misturinhas como o bicarbonato e a água oxigenada ou então a utilização do carvão ativado não devem ser realizadas.

Isso porque essas substâncias podem ser corrosivas e ao invés de entregar dentes brancos e bonitos, pode fazer com que haja o desgaste de sua arcada dentária. 

Portanto, ao invés de se aventurar com tentativas que não são recomendadas, procure uma clínica odontológica e peça diretrizes corretas.

Dessa maneira, você saberá qual o tipo de clareamento ideal para o seu caso. E, se for necessário, é possível conhecer até outros procedimentos como a própria lente de contato dental

Converse sempre com o seu dentista

Ter um acompanhamento odontológico regular pode influenciar positivamente no seu sorriso. 

Afinal, um dentista é a pessoa mais indicada para te dar um bom direcionamento sobre como ter mais eficácia no clareamento. 

Além disso, é com as consultas regulares que o resultado pode vir a durar por muito mais tempo, uma vez que os seus resultados não são vitalícios. 

Portanto, é importante que você mude os seus hábitos, entenda a raiz do amarelamento de seus dentes e agende uma avaliação para começar o seu clareamento dental.

Dessa forma, será possível ter o tão sonhado sorriso bonito e saudável! 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

A diversidade cultural no Brasil: conheça suas raízes

diversidade cultural

A diversidade cultural se trata dos diversos costumes que abrangem uma sociedade, seja culinária, modo de vestir, tradições, manifestações religiosas, entre demais fatores. No Brasil, a variedade de culturas se deve, principalmente, ao período de colonização, que misturou europeus, indígenas e africanos em um mesmo lugar. Saiba mais sobre a diversidade cultural brasileira a seguir:

Diversidade Cultural e a globalização

A diversidade cultural é o agrupamento de diversas vivencias por um grande número de pessoas, que podem está em um mesmo município ou um mesmo país, porém que ainda compreendem suas particularidades, hábitos sociais e crenças dos demais. Esse fator está presente em toda a sociedade humana, uma ver que conseguimos nos renovar e formular nossa identidade própria a cada dia, mesmo que sejamos frequentemente influenciados por relacionamentos, por diferentes grupos e fontes.

A globalização, por sua vez, é um processo que compreende a otimização das relações entre todo o globo, na vertente social, cultural, política ou econômica. Entretanto, o seu maior efeito é a relação de mercado que abrange diversos países. Esse processo se refere a maneira como os mercados de diferentes países e localidades se relacionam, seja por pessoas ou pelo embarque de mercadorias. Fatores como as tradições, produtos e comida típica, e os próprios costumes podem agora está presentes em outros pontos do globo, tudo por causa da globalização e de suas trocas de informações.

Com isso, entra o debate sobre como a globalização é capaz de lapidar a cultura e a identidade de cada pessoa, independente de em que lugar ela esteja. O efeito da globalização é amplificar os gostos do indivíduo, sendo capaz de trazer e levar identidades culturais e de oferecer uma maior liberdade de escolha. O Brasil é um dos países mais impactados por culturas de outros países, tendo em vista a sua forte influencia imigratória.

diversidade cultural no Brasil

 

A diversidade cultural no Brasil

Como dito, o Brasil é um dos países com a maior carga cultural de países estrangeiros, vindas com os colonizadores europeus, escravos e imigrantes. Cada um desses grupos e suas subdivisões possuíam sua própria cultura, ideais e maneiras de ver o mundo, fazendo do Brasil o berço de uma imensa diversidade cultural.

Porém, todas essas divergências levaram a estranhamentos e choques culturais, e assim ao preconceito. Apesar dessa consequência, todos os problemas que se sucederam, poderiam ser evitados através da procura pelo entendimento cultural do próximo e a aceitação de que diferentes origens, diferentes experiências levam naturalmente as diferenças culturais.

Outra característica do território brasileiro é a que cada região que o compreende possui uma cultura predominante, se diferenciando das demais. A diversidade cultural do Brasil então se enriquece ainda mais pelas tradições, pela culinária, pela cultura de cada região.

Diversidade cultural nas regiões do Brasil

Região Norte

A região norte é a região de maior extensão territorial, um dos fatores que permitem uma cultura rica e diversa. Dentre demais fatores estão a mistura de diferentes povos, principalmente de diferentes povos indígenas pela região amazônica. Essa forte presença cultural é perceptível nos pratos típicos e nos festivais anuais. Dois importantes e característicos festivais da região norte são o Festival de Parintins e o Círio de Nazaré.

O Festival de Parintins possui certa semelhança com o carnaval, por causa de suas fantasias, de seus enredos e alegorias. Uma forte característica é a famosa briga entre o “boi garantido” e o “boi caprichoso”. Já o Círio de Nazaré se trata de uma manifestação religiosa católica em devoção a Nossa Senhora de Nazaré, conseguindo reunir cerca de 2 milhões de presentes.

A culinária da região norte possui forte raiz indígena, principalmente pelo consumo marcante de mandioca e peixe. Dentre os pratos característicos dessa região estão o jambu, o tucupi e a carne de sol.

Região Nordeste

A região nordeste foi a origem de diversos fatos históricos importantes para a história do Brasil, uma vez que é o ponto que os colonizadores portugueses desembarcaram e começaram a desbravar primeiro. O estilo colonial marca grande parte dos estados nordestinos, chamando a atenção de turistas.

Uma das principais manifestações artísticas do nordeste é a literatura de cordel, famoso gênero literário montado em versos. Os textos são formulados em folhetos e pendurados em cordas, dando origem ao nome. Demais marcas da região são o bumba meu boi, o carnaval, o maracatu, frevo, festa de Iemanjá, ciranda, marujada e a simbólica lavagem das escadarias do Bonfim. E dentre as comidas típicas estão o vatapá, o acarajé, caruru, bolo de fubá, acarajé, canjica, tapioca, cocada, pamonha e também a carne de sol.

Região centro-oeste

A região centro-oeste é reconhecida por suas manifestações culturais, como a música, as festas e o artesanato característico, que possui técnicas indígenas. É uma região de grande diversidade, diversidade essa advinda dos povos indígenas e dos países com os quais faz fronteira; Paraguai e Bolívia.

Dentre as manifestações culturais mais conhecidas estão a cavalhada, o cururu e o fogaréu, e dentre as comidas típicas o angu, arroz com pequi, arroz boliviano, o cural e as refeições com peixe do pantanal.

Região sudeste

A região sudeste é uma das regiões mais ricas, desenvolvidas e populosas do país, possuindo sua mais forte característica cultural fora dos grandes centros urbanos. Originada da mistura de europeus, africanos e indígenas, possui como marca festividades em homenagem a santos padroeiros e eventos religiosos. Dentre essas festas estão o carnaval, o samba de lenço, caiapó, folia de reis e as festas do divino.

Na música, gêneros como bossa-nova, o samba e o funk se destacam e na culinária, pratos como a feijoada, o tutu de feijão, queijo minas, cuscuz paulista, moqueca capixaba e o feijão tropeiro.

Região Sul

A região sul foi originalmente habitada por povos indígenas, e com o passar do tempo por colonizadores portugueses e espanhóis, escravos africanos e imigrantes de diversas regiões da Europa Central e Oriental.  O clima frio favoreceu a preferência pela arquitetura europeia.

Com todas essas influencias, as manifestações culturais dessa região estão relacionadas aos imigrantes europeus, especialmente italianos e alemães. Os descendentes desses imigrantes mantêm suas danças, culinária e a arquitetura característica, cidades no estilo alemão, por exemplo, são comuns. A culinária é marcada pelo chimarrão, barreado, pirão de peixe e o vinho.

4 valores que podemos aprender com a prática de esportes

prática esporte

A prática do esporte é capaz de nos trazer uma série de vantagens, vantagens essas que não se limitam apenas a promoção do bem-estar e da melhor qualidade de vida. O esporte traz consigo uma série de valores que auxiliam na moldagem, e no caso das crianças, na formação de seu caráter e de seu posicionamento perante a sociedade. A prática esportiva possibilita que seja desenvolvido nossas habilidades e que nossos medos e barreiras sejam quebrados. Além disso, a melhora da vida social e dos relacionamentos estabelecidos é nítida.

Mesmo com a vulnerabilidade perante a quedas e lesões, que podem atingir os dentes e fazer com que seja necessário a aplicação da prótese dentária, seus benefícios possuem um maior peso. Veja a seguir 4 valores que a prática de esportes é capaz de nos ensinar.

1. Perseverança e coragem

É bem comum que no nosso cotidiano, enquanto estamos realizando ou estamos prestes a realizar alguma atividade, não esperamos um bom desempenho e desistimos antes que o resultado seja colhido. Essa falta de confiança e de perseverança é um dos valores que o esporte pode ser capaz de promover, uma vez que ao praticar certa modalidade e certo papel durante um jogo, é necessário que você tenha convicção de sua jogada e na sua estratégia. O jogo necessita de movimento, não dando permissão para que você estagne.

É através das dificuldades que o esporte impõe, dos objetivos almejados e que estão a serem conquistados, que se desenvolve a bravura, a coragem de executar determinada ação e de persisti até o fim da partida em atitudes que visem um bom resultado para a equipe.

2. Respeito

Assim como nas demais áreas da sociedade, o esporte existe pelas pessoas, e é através das relações que identificamos e aprendemos a lidar com as diferenças. A cooperação durante um jogo é essencial, e mesmo com a existência de desavenças, um necessita do outro dentro e fora de campo, e é aí que se desenvolve o respeito.

Não só pelos colegas de equipe, mas também com os treinadores e demais autoridades do esporte, sejam os árbitros e juízes, a líderes que existem por traz de grandes equipes e competições.

3. Honestidade e ética

Cada modalidade esportiva contem uma regulamentação, normas e funções que devem ser seguidas para uma partida justa e para o seu desenrolar de forma saudável. Logo, no decorrer dos treinamentos e competições, os jogadores aprendem a seguir as regras, visando e valorizando os valores éticos. Caso ocorra algum erro, a honestidade e o reconhecimento também colaboram para um bom jogo e assim, para uma boa vivência social.

4. Trabalho em equipe

Por fim, o trabalho em equipe é essencial para que se desenvolva e se aprenda a relacionar e cooperar com diferentes tipos de pessoas por um objetivo comum. Os bons resultados não só do jogo, mas da maioria dos aspectos da vida, são conquistados pela motivação, pela boa condição e ação de um grupo de pessoas. Todos possuímos nossas capacidades e nossos limites, e é só através de um bom trabalho em equipe que se consegue suprir as necessidades e sanar as debilidades de cada um.

5 motivos para não fazer clareamento dental em casa

clareamento dental em casa

Quem não quer ter um sorriso branquinho, igual aqueles dos famosos? Muitos sonham com essa possibilidade e é nisso que pode estar o perigo.

Na internet existem diferentes tipos e receitas para fazer clareamento dental em casa, porém, o que muitos não sabem, é que quando feito de forma errada, pode prejudicar a saúde dos seus dentes.

Por isso, deixo aqui 5 motivos que mostram porque não se deve fazer clareamento dental em casa, vamos a eles.

1.   Surgimento de manchas irreversíveis e sangramentos

Dentro das receitas milagrosas para clareamento dental, tem o uso do bicabornato que é um produto muito comum e de fácil acesso. Por isso, muitos acabam aderindo.

Entretanto, o que muitos não sabem é como essa substância é muito abrasiva e sua constituição é praticamente básica (solução química).

A partir disso, quando se aplica bicarbonato nos dentes, acontece uma reação de neutralização química, de modo que invés de clarear, retira as placas aderidas por eles.

O baixo custo e a relativa facilidade em se realizar a técnica, contribuem para que a técnica seja utilizada de forma indevida.

Desse jeito, por não haver um controle na quantidade usada de bicarbonato, podem surgir manchas irreversíveis nos dentes ou sangramentos nas gengivas.

2.   Perda de sensibilidade, pulpite e sangramentos

Apesar de parecem ser sintomas de uma doença muito grave, esses tipos de sintoma podem ocorrer quando se faz uso da moldeira para clareamento dental.

Por ser encontrada em diversos sites de vendas na internet, o produto acabou ganhando fama. Na qual, por uso de um gel que é aplicado em uma moldeira, é possível corrigir manchas e impurezas nos dentes.

Utilizada por alguns durante o sono, a prática pode ser mais perigosa que o uso do bicabornato. Isso porque seus efeitos são muito mais prejudiciais e irreversíveis.

3.   Formação de placas bacterianas

Outra técnica que vem ganhando muitos admiradores é a de esfregar bananas nos dentes, de modo que ao fazer isso, estaria removendo as placas amareladas externas.

Porém, frutas são conhecidas pelo seu grande teor de frutose, que é o açúcar dela, que quando em excesso, pode originar placas bacterianas, evoluindo para cáries.

E para quem não sabe, quando não tratada, a cárie pode levar a perda dos dentes.

4.   Queimaduras

Quando não há um controle rígido da quantidade de substância que será usada no clareamento e não se segue as medidas de segurança, pode acontecer queimaduras na cavidade oral.

Essas queimaduras podem aparecer nos lábios, gengiva, língua e todo o interior da boca que é revestido apenas por mucosa, sendo um tecido muito sensível, podendo sofrer danos mesmo com produtos considerados inofensivos a princípio, como o limão.

5.   Desgaste do esmalte dental

Outro que é o queridinho e virou febre entre influenciadores digitais e celebridades foi o carvão ativado, que é uma substância obtida graças a um processo químico em que se utiliza a casca de coco.

Por ser extremamente agressivo, quando aplicado nos dentes, pode desgastar de forma significativa o esmalte dental, e quando isso acontece, surge problemas como os nervos ficam desprotegidos, aumentando a sensibilidade dos dentes, podendo atingir a gengiva também.

Agora que já sabe os motivos de que se não deve fazer clareamento dental em casa, consulte seu dentista para saber o que fazer se deseja um sorriso mais branco.

Caso seja indicado o tratamento caseiro, ele irá acompanha-lo, de modo que qualquer alteração nos dentes seja diagnosticada e principalmente evitar problemas futuros.

Como escolher os melhores produtos para a higiene bucal

A higienização do dente é extremamente importante para a manutenção de uma boa estética do sorriso e evitar eventuais complicações. É essencial para uma melhor saúde bucal, que além de uma higienização precisa e completa, se saiba escolher os produtos utilizados durante a limpeza e seja realizada gradativamente o efeito de clareamento dental. Saiba como efetuar a escolha desses produtos:

Escovas de dente

A escolha da escova de dente pode ser bastante difícil, uma vez que esse produto está disponível de diversas formas, estilos e com diferentes propriedades no mercado. Um grande número de dentistas indica as escovas com cerdas macias, afirmando a sua maior eficiência na remoção da placa bacteriana e restos de alimentos.

Outra recomendação é que as escovas tenham cabeças menores, uma vez que podem alcançar mais completamente as áreas da boca, realizando uma limpeza próxima da totalidade.

A seleção do estilo e proporção ideal devem ser de acordo com suas necessidades e da forma que te deixa confortável. A melhor escolha da escova de dente é a que melhor se encaixa em sua boca e que consegue entrar em contato com toda a arcada dentária com facilidade.

É necessário realizar a substituição da escova de dente quando se perceber uma maior deterioração ou em um período determinado de três meses. O estilo de escova de dente que as crianças usam também possuem restrições. As escovas devem possuir cerdas de nylon macias e que seja capaz de atingir toda a superfície dos dentes.

As escovas elétricas são capazes de retirar ainda mais precisamente as placas da dentição do que as escovas comuns, porém, são recomendadas a pacientes que possuem debilidades motoras.

Cremes dentais

Os cremes dentais para atingirem o efeito de limpeza necessário devem conter em sua consistência o flúor, componente que auxilia o fortalecimento do esmalte. É importante que o tipo ideal seja indicado pelo seu odontologista, tendo em vista as particularidades de sua dentição.

Assim como a escova de dente, o creme dental também possui várias formas, podendo ter a finalidade de branquear os dentes e até mesmo com a composição especializada para dentes sensíveis. É importante que o flúor esteja contido até mesmo no creme dental das crianças.

LEIA SOBRE: Tudo o que você precisa saber para fazer reforma de apartamento.

Fio dental e enxaguante bucal

O fio dental é o que faz a limpeza da arcada dentária ficar completa, atuando na área que a escovação não consegue alcançar, entre os dentes. Também é um produto que está disponível em uma variedade de formas, sabores e consistência.

Caso você possua dificuldade para realizar sua passagem, compre um passa-fio. É recomendado que o fio dental seja passado após refeições juntamente com a escovação, porém, pode ser utilizado ao final do dia, assim como o enxaguante bucal.

O enxaguante bucal, assim como o creme dental deve conter o flúor e atua no fortalecimento dos dentes, na prevenção contra a cárie e no frescor do hálito. Esses dois produtos vão se limitar apenas a preferência de marcas, já que todos possuem as mesmas propriedades.

Caso ainda esteja em dúvida quanto a que tipo de produto comprar, converse com o seu dentista.